MORTES NA RS 040 – o descaso com os moradores das proximidades

0
1378
views

Por Ígor Andrade Cardoso *

A rodovia Tapir Rocha (conhecida como RS 040), que se estende de Viamão até Balneário Pinhal, tem sido um grande problema nos últimos anos, principalmente para os moradores das localidades de Águas Claras, Morro Grande e Capão da Porteira (localidades do município de Viamão que ficam no caminho para o litoral), já que a mesma foi construída pensando no conforto para quem vai em direção ao litoral. Atualmente estão acontecendo acidentes sérios na rodovia, causando mortes de pessoas que moram nas suas proximidades. O último acidente sério ocorreu na última sexta-feira, dia 14 de junho de 2019, causando 5 feridos e uma morte (na parada 90 da rodovia). No mês de março do mesmo ano, um carro na contramão andando pelo acostamento atropelou duas crianças (que ficaram feridas) na saída da Escola Municipal Apolinário Alves dos Santos (maior escola da localidade de Águas Claras), causando indignação nos moradores da região.

            Dentre vários problemas, podemos citar a má sinalização da rodovia e a imprudência de alguns motoristas. Em alguns pontos houve a duplicação da pista sem colocar acostamento para que veículos possam parar para acessar os estabelecimentos que ficam à margem da RS 040. Desse modo, muitas vezes, veículos de moradores das proximidades param no meio da rodovia tentando o acesso (que seria facilitado se houvesse acostamentos), o que algumas vezes traz o risco de colisões. No perímetro urbano de Águas Claras, a rodovia deixa de ser duplicada e existe o acostamento. Porém, como há poucas placas falando sobre o estreitamento da pista, muitos motoristas utilizam o acostamento para tráfego, trazendo risco para pedestres que estão caminhando nas proximidades da rodovia.

            A RS 040 precisa urgentemente ser planejada para facilitar os usuários que moram. Uma das medidas é que a EGR possa garantir que se construa acostamentos na parte duplicada, sinalizando melhor sobre a existência do acostamento a partir da localidade de Águas Claras (no sentido Viamão – litoral). Segundo relatos de moradores de Águas Claras, do Morro Grande e do Capão da Porteira, a rodovia não garante a segurança para as pessoas, além de ter diversos pontos sem manutenção adequada do asfalto, tendo vários buracos principalmente nas localidades nas quais a rodovia possui pista dupla. Portanto, aguardamos providências das autoridades para que a rodovia garanta a segurança tanto para os moradores de Viamão quanto para os usuários que a utilizam para ir ao litoral.

*Professor e morador no Distrito de Àguas Claras

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here